Pacto Nacional pelo Fortalecimento do Ensino Médio - Distrito Federal

O que é o PNEM?

O Pacto Nacional pelo Fortalecimento do Ensino Médio (PNEM) é um acordo através do qual o Ministério da Educação (MEC) e as Secretarias Estaduais e Distrital de Educação assumem o compromisso com a valorização da formação continuada dos professores e coordenadores pedagógicos que atuam no Ensino Médio público. Entende-se que é importante realizar uma ampla reflexão referente à temática “Sujeitos do Ensino Médio e Formação Humana Integral”, em conformidade com as Diretrizes Curriculares Nacionais do Ensino Médio - DCNEM.

Essa formação integra um conjunto de ações igualmente comprometidas com o fortalecimento e ampliação da qualidade do Ensino Médio, dentre as quais destaca-se o Programa Ensino Médio Inovador (ProEMI), por meio do qual as escolas podem obter recursos financeiros exclusivamente destinados para o desenvolvimento de projetos pedagógicos voltados para a inovação curricular. O PNEM pretende fortalecer essas ações que já vem sendo desenvolvidas em diversas escolas públicas e fomentar a discussão sobre práticas docentes à luz das diretrizes curriculares para a formação da juventude do País.

Para que serve o rio da minha escola

Esta unidade de ensino tem por princípio levar o aluno a uma atitude de pesquisa investigativa, envolvendo-o diretamente na resolução de um problema, se os alunos sabem para que serve o rio ou se o reconhecem como tal. A pesquisa exige a  participação do aluno nas etapas de planejamento prévio  que envolvem o conhecimento deles, as hipóteses levantadas,  pesquisa de campo, planejamento do procedimento experimental, da execução do experimento e análise bem como a discussão dos dados.

TRABALHO INTERDISCIPLINAR

COLÉGIO ESTADUAL SÃO JOSÉ, ENSINO FUNDAMENTAL, MÉDIO E PROFISSIONAL.
PACTO NACIONAL PELO FORTALECIMENTO DE ENSINO MÉDIO
ATIVIDADE COLETIVA-TRABALHO INTERDISCIPLINAR- CADERNO II - ETAPA II 
Orientadora: Maria de Lurdes Santana Tamarozi
Professores: Andrea Marcia Gomes Piovesana
Andreza Cristina Fatu Benatti Nicolau
Claudia Almeida Perozin
Edson Luiz da Silva Crescencio
Fabio Luiz  Camara Chagas
Maria Regina de Jesus Nascimento
Nivaldete Aparecida Santos Costa
Rubia Aparecida Batilana
Rosa Maria TaniosYatsu

PREVENÇÃO ÀS DROGAS: NESSA ESTAMOS DENTRO

Curso de Prevenção do Uso de Drogas para Educadores de Escolas Públicas

Escola: Colégio Estadual Clemente Mariani – Maraú/BA
INEP: 29288150
Tutor: Jefferson Bruno Pereira Ribeiro

 

PREVENÇÃO ÀS DROGAS: NESSA ESTAMOS DENTRO

Dia da Ciência e Tecnologia: a luz que produz conhecimento

C. E. Erich Walter Heine

Caderno V - Matemática - Etapa II

“ ÁGUA NO AMBIENTE ESCOLAR: ECONOMIZE ESSE BEM”

COLEGIO ESTADUAL HELENA CELESTINO MAGALHÃES – JUAZEIRO/BA
PACTO NACIONAL PELO FORTALECIMENTO DO ENSINO MÉDIO – DIREC 15
REFLEXÃO E AÇÃO, p.41
ETAPA II, CADERNO III – CIÊNCIA DA NATUREZA
PROJETO : “ ÁGUA NO AMBIENTE ESCOLAR: ECONOMIZE ESSE BEM”
CURSISTAS: Helena Dantas da Silva, Eliane Maria Feitosa Siqueira, Maria do Perpetuo Socorro Braga.
ORIENTADORA DE ESTUDOS: Evanylma Santos de Luna Britto

ÁGUA: NÃO CUSPA NO COPO EM QUE BEBE

PACTO NACIONAL PELO FORTALECIMENTO DO ENSINO MÉDIO
ATIVIDADE  DA ETAPA II, CADERNO III, PÁGINA 41 - CIÊNCIAS DA NATUREZA.
COLÉGIO ESTADUAL CLEMENTE MARIANI – MARAÚ/BAHIA

ELABORADO PELO CURSISTA PROFESSOR GERALDO DANTAS SILVA

ÁGUA: NÃO CUSPA NO COPO EM QUE BEBE

 

O trânsito enquanto tema pedagógico e questão de pesquisa

A vida urbana é marcada pela velocidade dinâmica das interações e relações sociais presente no espaço da cidade. O trânsito apresenta-se como metáfora que representa a velocidade e a impessoalidade da vida metropolitana, caracterizado pelo rápido fluxo de corpos metálicos e orgânicos que trafegam em vias, guiados por regras formais e informais que orientam as condutas dos pedestres e condutores.

Etapa II - Caderno V: Matemática

O Caderno V do Pacto Nacional pelo Fortalecimento do Ensino Médio (PNEM) trabalha com a área do conhecimento de matemática. São abordadas reflexões sobre o papel dessa ciência na formação humana integral dos estudantes, como também características específicas dessa área do conhecimento. A primeira unidade apresenta a importância do ensino de matemática para as necessidades cotidianas e aborda quatros tipos de raciocínio ou intuições que essa ciência possibilita, tais como o pensamento indutivo, o raciocínio lógico-dedutivo, geométrico-espacial e não-determinístico.

Etapa II - Caderno IV: Linguagens

O caderno IV da segunda Etapa do PuNEM traz reflexões acerca do ensino de linguagens. Essa área do conhecimento é composta pelas disciplinas de língua Portuguesa, língua materna (populações indígenas), língua estrangeira (com língua Espanhola tendo oferta obrigatória, mas facultativa ao aluno), artes (visuais, dança, música e teatro) e educação física. O objetivo desse caderno é levar o docente a construir atividades educativas a partir das práticas sociais dos alunos, dando maior ênfase nas manifestações de linguagens.

Etapa II - Caderno III: Ciências da Natureza

O Caderno III da Etapa II do PNEM aborda a área das Ciências da Natureza, composta pelas disciplinas de Biologia, Física e Química. Essa área do conhecimento contribui para que o sujeito do Ensino Médio compreenda os fenômenos da natureza. Para a Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional (LDB) o ensino das ciências da Natureza na escola “consiste na compreensão dos fundamentos científico-tecnológicos dos processos produtivos, relacionando a teoria com a prática, no ensino de cada disciplina.” (Pag. 6).

Etapa II Caderno II- Ciências Humanas

O caderno II da Etapa II do Pacto Nacional pelo Fortalecimento do Ensino Médio (PNEM) propõe que os professores reflitam a área das Ciências Humanas que a partir das DCNEM e do ENEM tornou-se dimensão norteadora de ações curriculares para o Ensino Médio. As Ciências Humanas, inicialmente, eram compostas pelas disciplinas de história e geografia, porém em julho de 2008 foi alterada pela lei n° 11.684 que incluiu as disciplinas de sociologia e filosofia.

Etapa II caderno I – Organização do trabalho Pedagógico no Ensino Médio.

O Caderno I da Etapa II do Pacto Nacional pelo Fortalecimento do Ensino Médio (PNEM) propõe que os professores reflitam acerca da organização do trabalho pedagógico da escola. Essa reflexão parte de dois referenciais: O primeiro fundamenta-se na busca pela compreensão e interpretação das Diretrizes Curriculares Nacionais para o Ensino Médio (DCNEM), que contribuem para a reorganização curricular e para a reescrita do Projeto Político-Pedagógico (PPP).

Caderno 6: Avaliação no Ensino Médio

O caderno VI do Pacto Nacional pelo Fortalecimento do Ensino Médio (PNEM) propõe a abordagem temática da avaliação educacional. As Diretrizes Curriculares Nacionais para a Educação Básica (DCNEM) indicam três dimensões básicas da avaliação. São elas a avaliação da aprendizagem, a avaliação institucional e as avaliações externas. Essas avaliações devem estar articuladas entre si para propor possíveis implicações para a atividade docente e definir aspectos da organização da escola na perspectiva de um ensino médio integrado.

Caderno 5: Organização e Gestão Democrática da Escola

De acordo com o caderno V do Pacto Nacional pelo Fortalecimento do Ensino Médio (PNEM) na década de 1950, a expressão “gestão democrática da escola pública” não fazia parte das discursões escolares. Assim, as decisões eram tomadas apenas pela direção escolar, sem consultar a população afetada por tais decisões. A participação dos pais resumia-se a questões pedagógicas, expressadas nas reuniões, assuntos relacionados à cultura e a necessidades financeiras da escola, o que não caracterizava-se como gestão democrática.

Energia e literatura

Dentre as várias possibilidades advindas do currículo interdisciplinar sempre me pareceu interessante poder me utilizar de outras áreas do conhecimento sem o caráter de especialista. A autoridade do discurso pode muitas vezes impedir que surjam novas perspectivas sobre um objeto exclusivo de determinada área do saber. Não quero com isso tirar da cartola mágica dos achismos tratados filosóficos ou a cura de algum mal secular, mas dentro de minhas experiências enquanto pesquisador, deixar que meus estudos literários se modifiquem por outras questões aparentemente exteriores.

Caderno III – Ciências da Natureza - Reflexão e Ação – Página 41 do Caderno Adaptado

Pacto pelo Fortalecimento  do Ensino Médio - PNEM
Cursista – Lucio Cassemiro Anacleto
Caderno III – Ciências da Natureza - Reflexão e Ação – Página 41 do Caderno Adaptado
Investigação Temática: Energia dos ventos
Temas Transversais: Ecologia e preservação
Interdisciplinaridade:  Matemática, Geografia e Biologia
Objetivos
• Identificar os períodos em que ocorrem mais ventos;
• Discutir e levantar problemas em relação à escassez de energia;
• Construir uma maquete de uma usina eólica.

Filosofia na perspectiva interdisciplinar

Olá, boa noite!

FEIRA DE CIÊNCIAS

Sequência Didática
FEIRA DE CIÊNCIAS
1º PASSO: Durante a coordenação pedagógica,os professores definiram:
OBJETIVO GERAL: Disseminar a consciência ambiental sobre o uso racional da água.
OBJETIVOS ESPECÍFICOS:
• Disseminar o interesse em Ciência e no desenvolvimento de trabalhos científicos;
• Desenvolver a análise estatística sobre o consumo da água;
• Usar medidas de capacidade para dimensionar os elementos;
• Estudar dispositivos físicos que propiciem a economia de água, bem como a geração de energia elétrica

Plano de Aula

PLANO DE AULA
Escola: Centro de Ensino Médio 02 do Guará
Disciplinas envolvidas: Português, Sociologia, História, Geografia, Física, Ed. Física, Artes, Matemática, Química,  Biologia e Coordenação/Orientação Pedagógica.
Série: 2º e 3º anos
Professores:
Ana Lúcia Pereira Souto Bezerra
Augusto Cézar C. De Almeida
Conceição Fátima Lima Palmeira
Débora Araujo Chaves Marques
Eloiza Oliveira de Borba
Francisca Maria Alves dos Santos
João César de Macedo
Juarez Aguiar de Andrade
Luciana da Silva Barbosa

Divulgar conteúdo